• Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
  • Pró-Carnívoros
Projetos

Conservação da Onça-pintada (Panthera onca) no Sub-médio São Francisco

Coordenador do projeto:

Dr. Ronaldo Gonçalves Morato
MSc. Rogério Cunha de Paula

 
Equipe executora:
 
Dr. Ronaldo Gonçalves Morato
MSc. Rogério Cunha de Paula
Dra. Cláudia Bueno de Campos
Dr. Eduardo Eizirik

Descrição do Projeto

A Caatinga é um dos biomas brasileiros mais degradados e ameaçados pelo homem. O processo de uso insustentável de seus recursos naturais tem levado à rápida perda de espécies únicas, desaparecimento de processos ecológicos chaves e à formação de núcleos de desertificação em vários pontos do bioma. Adiciona-se a isso o fato de que menos de 2% de sua área encontram-se em Unidades de Conservação e muito pouco se conhece sobre sua biota.
Recentemente, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) através da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) realizaram uma extensa pesquisa em toda a bacia do Rio São Francisco com o objetivo de identificar áreas prioritárias para a conservação, no âmbito do Programa de Revitalização do Rio São Francisco.
Coube ao Centro Nacional de Pesquisa para a Conservação do Predadores Naturais (CENAP-ICMBio) identificar as ações prioritárias para a conservacao dos mamiferos da ordem Carnivora. Desta forma, o CENAP propos a criação do Corredor da Onca Pintada, buscando identificar algumas areas do semi-árido brasileiro capaz de garantir a preservação de uma população viável da espécie e, consequentemente, do bioma Caatinga.
O projeto preve estudos de ecologia, genética populacional, fatores de ameaças a espécie e educação ambiental. A onça pintada servirá de “detetive” da paisagem, auxiliando na formatação do mosaico de unidades de conservação que possam compor o corredor da onça. Ao mesmo tempo será uma especie “bandeira” buscando atrair a atenção do público para a importância da conservação da biodiversidade da Caatinga. Serão capturados 10 animais para monitoramento por radiotelemetria, cães rastreadores buscarão amostras de fezes para estudos de genética populacional, armadilhamento fotográfico será realizado para determinação de densidade populacional e, finalmente, palestras serão proferidas nas escolas públicas. A área de estudo abrange o sertão do Piauí e Bahia, num total de cerca de 2 milhões de ha. A magnitude e extensão deste trabalho deve contar com o envolvimento de todos os setores da sociedade tanto na execução das atividades de pesquisa e educacao como no apoio financeiro. Nesse sentido, o MMA, SRH, ICMBio, CENAP e SEMARH-BA são os atores governamentais com papéis tanto de execução como de apoio financeiro. O Instituto Pró-Carnívoros e o Instituto Fazenda Tamanduá atuam no apoio técnico e finaceiro, respectivamente. A PUC-RS fará as análises de genética populacional. Estamos buscando apoio financeiro na inicitaiva privada e você é nosso convidado.

< voltar

Instituto Pró-Carnívoros Av. Horácio Neto, 1030 - Parque Edmundo Zanoni - Atibaia / SP - 12945-01011 4411 6966