Nenhuma foto deste animal!
promoções ecologicamente
Animais

 

Graxaim-do-campo (Lycalopex gymnocercus)

  • Nome comum em Inglês: Pampas fox 
    Nome científico: Lycalopex gymnocercus
    Nome/s comum em Português: Graxaim-do-campo

    Informações gerais (valores médios com mínima e máxima em parênteses)


    Comprimento do corpo (cm): 64 (50-74)a Cauda (cm): 33 (25-41)a
    Dieta: Onívora a,b
    Peso (kg): 5 (3-6)a Altura (cm):  Área de vida (km2): 
    Número de filhotes: (3-5) a Gestaçao (dias): (55-60) a Longevidade (anos): 
    Estrutura social: Solitários ou casais durante a reprodução a
    Padrão de atividade: Noturno e diurno a,c


    a (Lucherini et al. 2004), b (Garcia & Kittein 2005), c (Di Bitetti et al. 2009)

    Descrição Física
    Canídeo de tamanho médio, muito similar ao Cerdocyon thous mas com coloração mais clara no dorso e patas anteriores em cinza-prateado, com pelage muito densa.

    Ecologia e Habitat
    Graxaims-do-campo ocorrem no centro-leste da América do Sul, desde o sudeste do Brasil e leste da Bolívia, e são fortemente associados com habitats de campos abertos dos pampas, cerrados e Chacos (Lucherini et al. 2004).
    Eles possuem picos de atividade noturnos e diurnos, e ficam mais ativos durante o dia aonde ocorrem nas mesmas áreas que o predominantemente noturno cahorro-do-mato (Cerdocyon thous - Di Bitetti et al. 2009).
    Sua dieta generalista consiste de pequenos vertebrados (maioria mamíferos), insetos, frutos, e carcaças (Farias & Kittlein 2008; Garcia & Kittein 2005). Sua dieta parece variar com o habitat e disponibilidade de presas e também já foi demonstrado ter alteração como um resultado de perturbação humana (Farias & Kittlein 2008).

    Ameaças e Conservação
    Não existem dados sobre como as populações desse canídeo respondem à expansão da agricultura, entretanto a perda de habitat é provavelmente uma das principais ameaças a essa espécie, pois estão sendo mortos como resultado de predação em animais domésticos especialmente ovelhas e galinhas.
    Não é listado como ameaçado pela IUCN ou IBAMA, mas está no Apêndice II da CITES (Convenção Internacional do Comércio de Espécies da Fauna e Flora Ameaçados de Extinção).

    Links Online
    IUCN Canid Specialist Group - http://www.canids.org
    Canid News – http://www.canids.org/canidnews/index.htm


    Referências
    Di Bitetti, M. S., Di Blanco, Y. E., Pereira, J. A., Paviolo, A., & Perez, I. J. (2009). Time partitioning favors the coexistence of sympatric Crab-eating Foxes (Cerdocyon thous) and Pampas Foxes (Lycalopex gymnocercus). Journal of Mammalogy, 90, 479-490.

    Farias, A. A., & Kittlein, M. J. (2008). Small-scale spatial variability in the diet of pampas foxes (Pseudalopex gymnocercus) and human-induced changes in prey base. Ecological Research, 23, 543-550.

    Garcia, V. B., & Kittein, M. J. (2005). Diet, habitat use, and relative abundance of pampas fox (Pseudalopex gymnocercus) in northern Patagonia, Argentina. Mammalian Biology, 70, 218-226.

    Lucherini, M., Pessino, M., & Farias, A. A. (2004). Pampas fox Pseudalopex gymnocercus (Fischer, 1814). In C. Sillero-Zubiri, M. Hoffmann & D. W. Macdonald (Eds.), Canids: Foxes, Wolves, Jackals and Dogs. Status Survey and Conservation Action Plan (pp. 63-68). Gland / Cambrigde: IUCN.

< voltar
Instituto Pró-Carnívoros Av. Horácio Neto, 1030 - Parque Edmundo Zanoni - Atibaia / SP - 12945-01011 4411 6966