promoções ecologicamente
Animais

 

Cachorro-do-mato (Cerdocyon thous)

  • Nome comum em Inglês: Crab-eating Fox   
    Nome científico: Cerdocyon thous
    Nome/s comum em Português: Cachorro-do-mato, graxaim-do-mato, raposa

    Informações gerais (valores médios com mínima e máxima em parênteses)


    Comprimento do corpo (cm): 66 (57–78)d Cauda (cm):  31 (22–41) d Dieta: Onívora d
    Peso (kg): 5.7 (4.5–8.5) d Altura (cm): 37 (33–42) d Área de vida (km2): 4.8–128 a,b,c
    Número de filhotes: 4 (3–6) d Gestação (dias): 56 (52–59) d Longevidade (anos): 9 d
    Estrutura social: Solitários ou pequenos grupos de 2–5 indivíduos b
    Padrão de atividade: Predominantemente crepuscular noturno d


    a (Michalski et al. 2006), b (Macdonald & Courtenay 1996), c (Juarez & Marinho-Filho 2002), d (Courtenay & Maffei 2004)

    Descrição Física
    É o canídeo brasileiro mais bem conhecido. Cachorros-do-mato possuem uma coloração variável, exibindo uma coloração de cinza e marrom, usualmente com tons de amarelo. As orelhas são curtas com tons avermelhados. A cauda é relativamente longa com pêlos longos tendendo a uma coloração preta.

    Ecologia e Habitat
    É amplamente distribuído na América do Sul (excluindo a bacia Amazônica), desde o norte da Columbia até o norte da Argentina. Sua distribuição ocorre de costas a regiões montanhosas (até 3000 m) e esses canídeos normalmente habitam áreas abertas, campos e cerrados. É um animal territorialista e pode ser observado em grupos compreendendo um casal monógamo de adultos e 1-5 filhotes. É usualmente um caçador solitário e raramente caça em pares (Brady 1979).
    A dieta onívora varia dependendo da estação e tipo de habitat mas geralmente incluem grandes proporções de frutos e pequenos mamíferos, mas também podem ser encontrados artrópodes, aves, répteis e anfíbios (Bueno & Motta 2004; Facure & Monteiro-Filho 1996; Facure et al. 2003; Gatti et al. 2006a; Gatti et al. 2006b; Montgomery & Lubin 1978; Pedo et al. 2006; Rocha et al. 2008; Vasconcellos-Neto et al. 2009; Vieira & Port 2007).

    Ameaças e Conservação
    Não existe proteção específica na legislação para essa espécie em nenhum país e não há necessidade de medidas de proteção especificas atualmente. A principal ameaça potencial são doenças transmitidas por cães domésticos. No Parque Nacional da Serra da Canastra, Brasil, cachorros-do-mato se alimentam de lixo humano e ficam em contato com cães domésticos não-vacinados ao longo dos limites do parque (R. Cunha de Paula comm. pess.).

    Links Online
    IUCN Canid Specialist Group - http://www.canids.org
    Canid News – http://www.canids.org/canidnews/index.htm

    Referências
    Brady, C. A. (1979). Observations on the behavior and ecology of the crab-eating fox (Cerdocyon thous). In J. F. Eisenberg (Ed.), Studies  of  vertebrate zoology  in  the  northern neotropics (pp. 161-171). Washington: Smithsonian Institute Press.

    Bueno, A. D., & Motta, J. C. (2004). Food habits of two syntopic canids, the maned wolf (Chrysocyon brachyurus) and the crab-eating fox (Cerdocyon thous), in southeastern Brazil. Revista Chilena de Historia Natural, 77, 5-14.

    Courtenay, O., & Maffei, L. (2004). Crab-eating fox Cerdocyon thous (Linnaeus, 1766). In C. Sillero-Zubiri, M. Hoffmann & D. W. Macdonald (Eds.), Canids: Foxes, Wolves, Jackals and Dogs. Status Survey and Conservation Action Plan (pp. ). Gland, Switzerland and Cambridge, UK:  IUCN/SSC Canid Specialist Group.

    Facure, K. G., & Monteiro-Filho, E. L. A. (1996). Feeding habits of the crab-eating fox, Cerdocyon thous (Carnivora, Canidae), in a suburban area of southeastern Brazil. Mammalia, 60, 147-149.

    Facure, K. G., Giaretta, A. A., & Monteiro-Filho, E. L. A. (2003). Food habits of the crab-eating-fox, Cerdocyon thous, in an altitudinal forest of the Mantiqueira Range, southeastern Brazil. Mammalia, 67, 503-511.

    Gatti, A., Bianchi, R., Rosa, C. R. X., & Mendes, S. L. (2006b). Diet of two sympatric carnivores, Cerdocyon thous and Procyon cancrivorus, in a restinga area of Espirito Santo State, Brazil. Journal of Tropical Ecology, 22, 227-230.

    Gatti, A., Bianchi, R., Rosa, C. R. X., & Mendes, S. L. (2006a). Diet of the crab-eating fox, Cerdocyon thous (Carnivora, Canidae) in Paulo Cesar Vinha State Park, Espirito Santo State, Brazil. Mammalia, 70, 153-155.

    Juarez, K. M., & Marinho-Filho, J. (2002). Diet, habitat use, and home ranges of sympatric canids in Central Brazil. Journal of Mammalogy, 83, 925-933.

    Macdonald, D. W., & Courtenay, O. (1996). Enduring social relationships in a population of crab-eating zorros, Cerdocyon thous, in Amazonian Brazil (Carnivora, Canidae). Journal of Zoology, 239, 329-355.

    Michalski, F., Crawshaw, P. G., de Oliveira, T. G., & Fabian, M. E. (2006). Notes on home range and habitat use of three small carnivore species in a disturbed vegetation mosaic of southeastern Brazil. Mammalia, 70, 52-57.

    Montgomery, G. G., & Lubin, Y. D. (1978). Social structure and food habits of crab-eating fox (Cerdocyon thous) in venezuelan llanos. Acta Cientifica Venezolana, 29, 382-383.

    Pedo, E., Tomazzoni, A. C., Hartz, S. M., & Christoff, A. U. (2006). Diet of crab-eating fox, Cerdocyon thous (Linnaeus) (Carnivora, Canidae), in a suburban area of southern Brazil. Revista Brasileira de Zoologia, 23, 637-641.

    Rocha, V. J., Aguiar, L. M., Silva-Pereira, J. E., Moro-Rios, R. F., & Passo, F. C. (2008). Feeding habits of the crab-eating fox, Cerdocyon thous (Carnivora: Canidae), in a mosaic area with native and exotic vegetation in Southern Brazil. Revista Brasileira de Zoologia, 25, 594-600.

    Vasconcellos-Neto, J., de Albuquerque, L. B., & Silva, W. R. (2009). Seed dispersal of Solanum thomasiifolium Sendtner (Solanaceae) in the Linhares Forest, Espirito Santo state, Brazil. Acta Botanica Brasilica, 23, 1171-1179.

    Vieira, E. M., & Port, D. (2007). Niche overlap and resource partitioning between two sympatric fox species in southern Brazil. Journal of Zoology, 272, 57-63.

< voltar
Instituto Pró-Carnívoros Av. Horácio Neto, 1030 - Parque Edmundo Zanoni - Atibaia / SP - 12945-01011 4411 6966